Cristiane Fernandes: “Vou usar o meu olhar de mãe e mulher para botar ordem na casa, com o jeito PSD de governar”

A eficiência administrativa aliada à sensibilidade no enfrentamento dos problemas sociais. Assim a pré-candidata do PSD à Prefeitura de Cabo Frio, Cristiane Fernandes, define as principais marcas de sua eventual gestão no município de cerca de 226 mil habitantes da Região dos Lagos, no Rio de Janeiro.

A cidade do litoral fluminense conta com o sexto maior orçamento no Estado, aproximadamente R$ 1 bilhão por ano, principalmente em função dos royalties provenientes da extração de petróleo. Entretanto, oferece aos seus moradores uma qualidade de vida incompatível com essa riqueza.

A falta de segurança é apenas um dos problemas. De 1° de janeiro a 1° de fevereiro deste ano, foram registrados 28 homicídios na região, composta por sete municípios. Desse total, 11 ocorreram em Cabo Frio, de acordo com o Instituto de Segurança Pública. “Cabo Frio é uma rica cidade pobre, está sucateada. Falta o poder público estar presente nas comunidades”, resume a pré-candidata.

Ela cita como exemplo mais evidente do abandono pelas autoridades a situação do Distrito de Tamoios, que não conta com bons serviços públicos de saúde e educação, apesar de ser responsável por 83,74% dos royalties do petróleo. “Há crianças de dez anos na rede municipal de ensino que não foram alfabetizadas. Não encerramos o ano letivo de 2019. Se a gente somasse os dias de paralisação nas escolas desde 2015, daria 440 dias sem aula. Isso representa dois anos letivos. Vou usar o meu olhar de mãe e mulher para botar ordem na casa, com o jeito PSD de governar”, garante Cristiane.

Ainda conforme a pré-candidata, o potencial turístico do município, conhecido pela beleza de suas praias, não é devidamente explorado. “É uma cidade maravilhosa, mas nunca houve um plano de turismo efetivo, que tratasse da geração de emprego e renda.”

Experiência

Para transformar a realidade de Cabo Frio, Cristiane também terá como trunfo a qualificação conquistada em uma extensa trajetória acadêmica e profissional. Ela é formada em Administração de Empresas pela Fundação Educacional da Região dos Lagos (Ferlagos); pós-graduada em Marketing de Qualidade e Gestão Pública pela Fundação Escola de Serviço Público do Estado (Fesp-RJ); e especialista em Gerontologia (estudo dos fenômenos fisiológicos, psicológicos e sociais relacionados ao envelhecimento humano) pela Universidade Federal Fluminense.

Além disso, é paramédica formada pela Cruz Vermelha Brasileira e acumula experiência como andragoga (profissional que orienta o aprendizado de adultos). Especialista em políticas públicas voltadas ao atendimento de idosos, atualmente é consultora geral de Longevidade e Envelhecimento Humano na Prefeitura de Arraial do Cabo, município a 14 quilômetros de Cabo Frio.

Cristiane também atua há cerca de 11 anos na gestão pública e já exerceu cargos como o de assessora parlamentar e secretária da Melhor Idade em Cabo Frio. “Temos uma candidata a prefeita que está preparada para administrar e colocar ordem na casa como se fosse a sua própria casa, com emoção e zelo. Cristiane conhece muito bem o município, hoje sucateado, e sabe o que poderá fazer para devolver a dignidade a uma população tão carente de tudo, principalmente de educação e saúde”, elogiou a coordenadora do PSD Mulher no Estado do Rio de Janeiro, Helaide Teixeira.

No início de março, Helaide esteve em Cabo Frio para participar da posse das comissões temáticas do partido, que ficarão responsáveis pela elaboração do plano de governo de Cristiane.