Cerca de 30 filiadas ao partido assistiram à aula

As principais funções e o potencial do Whatsapp e do YouTube como ferramentas de divulgação de pessoas públicas foram os assuntos abordados no quarto e último módulo do curso Redes Sociais – mulher na política, promovido pelo núcleo paulista do PSD Mulher e a empresa de comunicação Inspira Conteúdo nesta quarta-feira (13), em São Paulo. Cerca de 30 filiadas ao partido assistiram à aula, ministrada pelas jornalistas Juliana Zorzato, Milene Moreto e Cecília Polycarpo Cebalho.

Cecília destacou o espaço cada vez maior ocupado pelo Whatsapp na vida dos brasileiros e lembrou do papel importante que o aplicativo de mensagens instantâneas, com cerca de 120 milhões de usuários ativos mensais no País, exerceu nas eleições de 2018. No mundo, o aplicativo registra 1,5 bilhão de usuários.

“O Whatsapp é uma ferramenta muito útil para a comunicação e foi essencial nas últimas eleições presidenciais. É fácil de usar, intuitiva, mas a gente percebe que existem algumas boas práticas que as pessoas não seguem, como mandar informações e eventos relevantes para grupos que se interessam por isso”, disse Cecília.

As jornalistas também aconselharam as alunas a evitarem conteúdos pessoais em grupos que sejam de atividade profissional e a prestarem atenção à disseminação de notícias falsas. “As fake news são utilizadas por muitos de forma criminosa. Nosso papel aqui é seguir a ética, ensiná-las a fazer um trabalho bem-feito e limpo”, ressaltou Cecília.

Em relação ao YouTube, que tem cerca de 100 milhões de usuários no Brasil e 1,8 bilhão em todo o mundo, Cecília ressaltou que a plataforma serve como uma vitrine para conteúdos mais densos e de melhor qualidade. “A gente sempre recomenda que os vídeos sejam legendados e elas coloquem as palavras-chave, para facilitar que o conteúdo seja achado. Temos que pensar sempre na acessibilidade.”

Elogios

O curso foi elogiado pelas participantes, que se sentiram motivadas a colocar os ensinamentos em prática em suas áreas de atuação, como a empresária Fádua Sleiman, que ministra palestras sobre empreendedorismo feminino. “Participei de todas as aulas e achei interessantíssimo. As profissionais foram muito pedagógicas, ensinaram de uma forma dinâmica e didática. Gostei especialmente quando falaram sobre os vídeos do Youtube.”

A filósofa Jacira Vieira de Melo elogiou o interesse do PSD Mulher na qualificação profissional e política das filiadas à sigla. “Esse curso de redes sociais é um investimento fantástico, da maior importância, que todos os partidos precisam fazer. Para que concorram de maneira igualitária com os homens, as mulheres precisam ter todos esses recursos.”

A coordenadora nacional do PSD Mulher, Alda Marco Antonio, fez um balanço positivo da iniciativa do núcleo feminino. “O curso trouxe às mulheres que puderam frequentá-lo uma nova expertise, uma nova habilidade, e também as precauções que cada uma deve tomar em relação às redes sociais. Nós esperamos que elas consigam continuar se aperfeiçoando para utilizar nas suas campanhas em busca do eleitor e do voto. O PSD Mulher conseguiu algo muito importante para o futuro das candidatas e daquelas que irão colaborar com outras candidaturas.”