O prefeito Marquinhos Trad: vítimas poderão pedir ajuda em estabelecimentos como hotéis, lojas, portarias de condomínios ou na unidade de qualquer órgão público.

 

Redação Scriptum com jornal Correio do Estado

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), sancionou nesta segunda-feira (29) a lei 6.725, que instituiu o Programa de Cooperação e o Código Sinal Vermelho na capital do Mato Grosso do Sul. A iniciativa amplia as opções das mulheres vítimas de violência, que não precisam ir até uma delegacia de polícia para denunciar seus agressores. Elas podem pedir ajuda em estabelecimentos como hotéis, lojas, portarias de condomínios ou na unidade de qualquer órgão público.

De acordo com o texto do documento, a mulher poderá expressar o pedido de socorro dizendo “Sinal Vermelho” ou mostrando a palma da mão com um X desenhado. Os estabelecimentos “deverão proceder a coleta do nome da vítima, do seu endereço ou telefone, bem como a imediata comunicação para o número 190”.

Segundo a lei, “a vítima será, sempre que possível, conduzida de forma sigilosa e com discrição a um local reservado, onde aguardará a chegada da autoridade de segurança pública”. Ainda conforme o programa, os estabelecimentos poderão afixar cartazes com informações sobre o projeto.