Letícia Boll Vargas, presidente estadual do PSD:

 

Redação: Scriptum

O ano de 2022 começou com vereadores do PSD no comando do Legislativo em 11 municípios do Rio Grande do Sul. Os parlamentares do partido presidem as câmaras municipais nas seguintes cidades: Aceguá, Arvorezinha, Boa Vista do Sul, Barão de Cotegipe, Crissiumal, Feliz, São Luiz Gonzaga, São José do Sul, Sapucaia do Sul, Palmeira das Missões e Putinga.

A lista de presidentes conta com jovens lideranças do partido, entre elas Marina Bertuol, eleita em Putinga. Aos 29 anos, ela é a segunda mulher a presidir o parlamento. Em toda a história da cidade, fundada em 1963, Marina é a quarta liderança feminina eleita para o cargo de vereadora. Fabinho Pancotte, de 24 anos, assumiu a chefia do Legislativo na cidade de Arvorezinha e João Iuri, de 26, foi eleito em São Luiz Gonzaga.

Em Aceguá e Palmeira das Missões, foram eleitos os parlamentares Alex Castilho e Carlinhos Arruda, respectivamente. Patrícia Bagatini, vereadora de Boa Vista do Sul, exercerá pela quarta vez a presidência da Câmara. No município de Barão de Cotegipe, o vereador estreante Douglas Martin foi eleito pelos colegas para chefiar o Legislativo neste ano.

Há casos em que a cidade é administrada pelo PSD e também conta com um presidente da Câmara filiado ao partido. Em São José do Sul, município administrado pela prefeita Juli Bender (PSD), ocorreu uma transição entre duas lideranças da sigla. Barbara Schaedler, que presidiu o Legislativo em 2021, passou o comando para a colega Lourdes Calsing. Outra representante da bancada do PSD, a vereadora Sirlei Schons, integra a mesa como 1ª secretária.

Assim como ocorreu em São José do Sul, outras duas cidades mantiveram lideranças pessedistas no comando das casas legislativas. Esse foi o caso de Sapucaia do Sul, onde o mandato de presidente do vereador Jorge Barbosa é de dois anos, e Crissiumal, onde a vereadora Janice Benatti foi reconduzida ao posto pelos colegas. Em Feliz, cidade do prefeito Júnior Freiberger, a presidência da Câmara ficou com o vereador Claudio Rodrigo Preto.

Para a presidente estadual do partido, Leticia Boll Vargas, a escolha para o comando das câmaras municipais é consequência do comprometimento das lideranças com uma política limpa e de resultados para a comunidade. “Nós veremos cada vez mais nomes do partido tomando a frente do processo político porque as pessoas já identificam no PSD-RS um lugar de pessoas comprometidas e dispostas a fazer a diferença.”